sexta-feira, 22 de junho de 2012

Momento reflexão: frivolidade e conteúdo


Sofia Coppola


"You’re considered superficial and silly if you are interested in fashion, but I think you can be substantial and still be interested in frivolity."
 Sofia Coppola

"Você é considerado superficial e tolo se você estiver interessado em moda, mas acho que você pode ser substancial e ainda se interessar por frivolidades." 

Ninguém é uma coisa só.  Somos multifacetados, temos interesses diversos. Sofia Coppola está coberta de razão. Hoje vejo que é perfeitamente possível ter conteúdo e ao mesmo tempo gostar de uma "futilidade". Muitas vezes, o que chamam de futilidade traz para a vida uma leveza que é fundamental. 

Não dá pra viver o tempo todo de ilusão, de superficialidades; é preciso investir no conteúdo interno, no aprimoramento intelectual, emocional e espiritual - isso é o que nos dá força e equilíbrio nos momentos difíceis da vida.  Mas também não dá pra viver mergulhado em questões profundas o tempo todo. Isso pode trazer um peso à vida e às vezes dificultar o nosso viver.

O caminho do meio é a melhor opção: um pouco disso e um pouco daquilo, o equilíbrio, a harmonia.

Mas é claro que isso não é uma verdade absoluta. É apenas a minha verdade, o que eu acredito. Cada um deve buscar a sua e vivê-la da melhor maneira possível.  


Imagem: reprodução

terça-feira, 19 de junho de 2012

Repetir roupa: pode? Kate Middleton responde.

Ela fez a meia-calça transparente voltar a ser usada pelas garotas inglesas. Para ela, talvez apenas um item obrigatório no protocolo da realeza britânica. Para as mulheres que a admiram, uma inspiração de estilo.

A Duquesa de Cambridge mostrou também que a realeza pode usar roupas de fast fashion, ao exibir em seus looks peças da Zara e da Topshop.

Vestido Zara

Além de bonita e sorridente, Kate Middleton  vem conquistando cada vez mais fãs com seu jeito  zero de afetação e nota dez nos looks que exibe.

Ostentação não é com ela. No dia 29 de maio, em um chá no Palácio de Buckingham, Kate  usava um vestido rosa; o mesmo que vestiu onze dias antes, em outro evento formal, no Castelo de Windsor. E essa não foi a primeira vez ( e certamente não será a última). Em tempos de crise, nada mais consciente no quesito estilo do que repetir roupa.




O que antes não acontecia entre os famosos e as pessoas de destaque, hoje é algo natural.  Michelle Obama é outra personalidade que já repetiu roupa em um curto intervalo de tempo. Aliás, nada mais sensato e criativo do que repetir roupa. Criativo sim, porque basta fazer algumas mudanças no look para que ele fique com outra cara. Experimente trocar a bolsa, o sapato, o acessório; adicionar uma peça extra, como um casaco, uma echarpe ou um cinto e pronto: com criatividade, você cria um look diferente com a mesma base - por exemplo, um vestido.


Acessório na cabeça, cinto, sapato, bolsa e casaco: eles fazem diferença 


Peças antigas podem e devem ser usadas muitas e muitas vezes, com coordenações diferentes a cada uso. O importante é observar se a peça não está ultrapassada. Sair com uma calça baggy (alguém aí ainda sabe o que isso???), que esteve no auge da moda no início da década de 90, fará com que sua produção fique datada.

Repetir roupa pode, sim. E deve!

Imagens: reprodução, Ego, Vogue, reprodução   

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Bonita em qualquer idade - dicas para se vestir

A busca da beleza é uma constante na história da humanidade, sobretudo entre as mulheres, que não medem esforços para sentirem-se belas.A cultura da juventude eterna na qual vivemos hoje, faz as pessoas quererem ser jovens para sempre, como se não fosse possível permanecer bonita e interessante com o passar dos anos.

Eu sempre acreditei que a beleza da mulher independe da idade. Acredito que cada idade tem a sua beleza e que fazendo-se bom uso dos recursos disponíveis, essa beleza pode ser realçada, produzindo resultados favoráveis à imagem feminina.

É possível valorizar sua silhueta e a imagem que você transmite às pessoas, seguindo dicas bem simples,aplicáveis à sua rotina e ao seu guarda-roupa. Hoje não existem regras prontas. Uma pessoa que já passou dos 60 não precisa, necessariamente, vestir-se de maneira formal.O interessante é ter em mente que devemos considerar a faixa etária, mas sem esquecer que a forma de se vestir deve combinar com sua personalidade e seu estilo de vida!
Quando o assunto é imagem, devemos pensar em duas palavras: adequação e bom senso. Assim, levaremos em consideração o corpo, a ocasião, a personalidade e a situação em questão.

20 ANOS
Aos 20 anos você pode experimentar um pouco de tudo, arriscar: mostrar pernas e braços ( em shorts, minis e vestidos curtos),misturar estilos, brincar com cores e estampas, criando looks originais sem grandes preocupações ( exceto quando o momento exige, como no local de trabalho ou uma situação que exija um visual mais sóbrio)
Evite: roupa sexy demais, que abusa da sensualidade, como usar ao mesmo tempo decotes, fendas, transparência ou peças muito curtas.Investir em roupas muito conservadoras pode não combinar muito com essa faixa etária.


30 ANOS
Na faixa dos 30, a mulher já se conhece um pouco mais e começa a definir o seu estilo, ficando mais atenta à moda e ao que acha que de fato tem a ver com ela.
Ainda dá para arriscar um pouco; assim, ao escolher uma camisa, opte por uma que seja arrojada, ao invés de uma tipicamente clássica. Ao vestir um jeans, escolha os mais escuros, que dão um um tom menos informal à produção.
Evite: peças que façam a produção parecer infantil.



40 ANOS
Dos 40 aos 50,o estilo está consolidado e a mulher madura sabe do que gosta, o que lhe cai bem e por isso mesmo torna-se mais exigente em suas escolhas. Um toque de refinamento é bem vindo na coordenação com peças mais básicas e o comprimento das saias e vestidos será mais próximo do joelho.
Evite: roupas muito justas que marquem possíveis gordurinhas e misturar várias peças da moda num mesmo look.



50 ANOS
Aqui a mulher deve investir mais em peças clássicas do que em itens fashion.Conforto e qualidade são essenciais. As cores tendem ao clássico, mas sem deixar o look monótono.Os excessos devem ser deixados para trás.
Evite: roupas decotadas, justas ou curtas.



60 ANOS EM DIANTE
Elegância é a palavra de ordem!Pense em peças atemporais, clássicas, de alfaiataria, com corte reto. Nessa fase da vida, o corpo está mais coberto e a pele ficará à mostra em alguns lugares estratégicos, seja para realçar a feminilidade ou criar um efeito emagrecedor ( decotes em U ou V para realçar o colo e mangas 3/4, que mostram a parte mais fina do braço).
Evite:peças muito antigas, guardadas há anos e que deixam o look desatualizado.



Imagens: Lovely Pepa, Tumblr, Stockholm Street Style, Sterling Style, reprodução, Closet Visit, reprodução, Advanced Style, The Sartorialist.


Blog Widget by LinkWithin